Crie uma plataforma SaaS polivalente, com implantações mono e multi-inquilino

By Lee James -

A person in an office smiling while talking with another person

Quando você pensa em software como serviço (SaaS), é provável que pense em "multi-inquilino". E isso não é surpresa, já que muitos aplicativos populares de SaaS, especialmente aqueles voltados a pequenas e médias empresas (PMEs) são, geralmente, multi-inquilinos.

O SaaS multi-inquilino oferece a economia e a facilidade de uso que muitos clientes desejam.

Mas o multi-inquilino nem sempre consegue atender às necessidades de toda a sua base de clientes. Alguns clientes precisarão do controle, da segurança e da personalização que somente as implantações monoinquilino podem oferecer.

Como resultado, muitos fornecedores de software estão adotando uma abordagem polivalente. Eles estão implantando os softwares em arquiteturas multi-inquilino e monoinquilino. Dessa forma, os clientes obtêm o benefício de pagar pelo que usam, como no SaaS, mas com a opção de escolher o nível necessário de economia e controle.   

Então, como isso funciona exatamente e como pode beneficiar seu negócio? Para responder a isso, vamos primeiro definir o que significam as arquiteturas "multi-inquilino" e "monoinquilino" no SaaS.

 

Noções básicas sobre as arquiteturas multi-inquilino e monoinquilino no SaaS

Vários inquilinos

multi-tenant architecture graphic

Com a arquitetura multi-inquino, vários clientes compartilham uma instância do aplicativo SaaS. Os dados de cada cliente ficam isolados e protegidos, mas a infraestrutura em si é compartilhada entre todos os clientes.

Para o cliente, o SaaS multi-inquilino oferece o maior nível de economia e facilidade de uso. Mas os clientes têm pouco controle sobre coisas como atualizações, backup e recuperação — e a capacidade de personalização é limitada. Além disso, com mais pontos de acesso, o SaaS multi-inquilino pode introduzir vulnerabilidades de segurança.

 

inquilino único

single-tenant architecture graphic

Com a arquitetura monoinquilino, cada cliente recebe sua própria instância do aplicativo SaaS. O software e os dados são executados numa infraestrutura dedicada a esse cliente — sem compartilhar recursos de back-end ou de banco de dados.

O SaaS monoinquilino dá ao cliente maior segurança e liberdade para personalizar a solução. Mas isso também acarreta maior custo e responsabilidades extras.

 

Exemplo de uma implantação de SaaS multi e moninquilino

Digamos que você seja um fornecedor independente de software (ISV). Você faz e vende o software, mas seu modelo de licença perpétua — no qual os usuários podem executar uma variedade de versões, e você precisa dar suporte a todas elas — tem drenado seus recursos. Por isso, você está pensando em transferir o software para a nuvem e torná-lo uma oferta SaaS. Dessa forma, poderá fazer com que todos usem a mesma versão.

Você constrói a solução SaaS, implanta-a em arquiteturas multi-inquilino e monoinquilino e a disponibiliza mediante assinatura. Para o cliente, as diferenças — além dos pontos fortes e fracos já mencionados acima para ambas as opções — podem se dar acerca de atualizações, configurações e treinamento. Como exemplo, poderia ser assim:

 

Atualizações

  • Multi-inquilino: as atualizações são enviadas trimestralmente, sem esforço por parte do cliente. Mas o cliente não pode escolher quando ou se deseja receber a atualização.
     
  • Monoinquilino: as atualizações são disponibilizadas a cada seis meses, mas os clientes podem adiá-las por 12 meses. Isso lhes dá a flexibilidade de agendar as atualizações para um momento que seja propício —, a fim de evitar conflitos com, digamos, um grande evento.
     

Configurações

  • Multi-inquilino: a solução é pré-configurada, mas o cliente pode fazer pequenos ajustes para atender às próprias necessidades comerciais.
     
  • Monoinquilino: a solução vem com módulos personalizáveis e modelos pré-configurados. O cliente não pode modificar o código, mas pode fazer reconfigurações substanciais.
     

Treinamento

  • Multi-inquilino: como as configurações são iguais para todos os clientes, os usuários finais podem aproveitar os recursos de treinamento e suporte fornecidos.
  • Monoinquilino: o cliente precisará fornecer seus próprios recursos de treinamento e suporte, já que a solução é exclusiva para ele.  

 

Com esse modelo, você consegue fazer todos os clientes rodarem na mesma versão-base do software, e eles recebem a implantação mais adequada para si. Isso cria eficiência operacional para o seu negócio, ajuda você a atender aos seus clientes de forma mais eficaz e, em última análise, melhora a experiência do cliente.

 

Uma história real de sucesso

A Alemba, um provedor de software para gerenciamento corporativo de TI (ITSM), transferiu sua tradicional solução local para uma plataforma SaaS que dá suporte a todos os seus clientes globais — desde PMEs e empresas de grande porte até educação, saúde, serviços financeiros e governo.

Trabalhando com a Rackspace, a Alemba desenvolveu uma infraestrutura capaz de oferecer modelos ITSM voltados a empresas menores (implantados em SaaS multi-inquilino), mantendo ainda a flexibilidade para desenvolver serviços sob medida para empresas maiores (em SaaS monoinquilino).

"Agora, temos uma oferta universal e claramente definida para clientes de todos os tamanhos e podemos atender às necessidades deles de uma forma que seja escalável e sustentável para o nosso próprio negócio", explicou Simon Nugent, CEO da Alemba.

 

Comece sua jornada ao SaaS

Você é um ISV à procura de transformar sua empresa na nuvem? Como Parceiras de Competência em SaaS no AWS, a Rackspace e a Onica estão aqui para ajudar você a projetar e criar soluções de SaaS monoinquilino e multi-inquilino no AWS.

Não se aventure sozinho. Nossos especialistas podem ajudá-lo a aproveitar tudo o que a nuvem tem a oferecer, para que você possa melhorar a eficiência operacional, expandir o mercado e o alcance global, aumentar a agilidade e a inovação e obter economias de escala.

Para ajudá-lo a começar, oferecemos gratuitamente o workshop "Acelerador de Adoção de Nuvem para ISV". Ele pode servir como ponto de partida para a sua transformação.

 

Participe do workshop virtual ao vivo e comece sua jornada ao SaaS.Inscreva-se hoje mesmo