tech behind the music

A tecnologia por trás da indústria — música

É justo dizer que nunca foi tão fácil consumir música. Mas será que a tecnologia teve impacto positivo naqueles que trabalham no setor?

A indústria musical mudou bastante desde o advento da internet. Do ponto de vista do consumidor, você provavelmente sentiu a mudança, pois, sem dúvida, ela impactou a forma como você compra, ouve e segue seus artistas favoritos.

Talvez você se lembre do Napster, uma das primeiras plataformas populares de compartilhamento de arquivos ponto a ponto, surgida lá em 1999. O serviço foi encerrado um ano depois, mas uma profusão de empresas disruptivas surgiu na esteira dele.

Com um terço dos cidadãos dos EUA assinando serviços de streaming, cujos catálogos permitem ouvir qualquer coisa entre seus milhões de títulos, é justo dizer que nunca foi tão fácil consumir música. Mas como a tecnologia e a internet influenciaram as pessoas que trabalham na área? Quais são as perspectivas delas quanto aos serviços em nuvem como streaming e gravação virtual? Já chegamos ao estágio em que empresas de tecnologia, músicos, gravadoras e demais participantes dessa indústria conseguem trabalhar em harmonia? Ou será que ainda temos um longo caminho a percorrer?

Para continuar nossa série de análises sobre a tecnologia que move as indústrias, convidamos o guitarrista Thom Pankhurst, o produtor Steve Dady e o advogado do setor de entretenimento Barry Shrum para participarem do podcast Cloud Talk.

Sintonize para ouvir sobre estes temas:

  • Os canais modernos de receita para os músicos
  • Como o Napster revolucionou toda a indústria
  • O impacto do modelo de streaming
  • A Lei de Modernização da Música
  • A evolução do estúdio musical

Thom Pankhurst, guitarrista da banda britânica Salisbury, explica como o streaming tornou os músicos mais dependentes das turnês para obterem receita. "A coisa está um pouquinho diferente, pois o streaming é um jogo de números. Se você tem um milhão de transmissões, possivelmente milhão de pessoas já ouviram falar de você e sabem quem você é. Por outro lado, antes só era preciso que 10 pessoas comprassem o seu CD para gerar a mesma quantidade de dinheiro. Isso tem aspectos positivos e negativos. Uma das coisas que aconteceu dentro da indústria é que a ênfase nas turnês aumentou radicalmente. E, se você pensar no preço de um ingresso, digamos, 20 anos atrás, era nada comparado com hoje, simplesmente porque o dinheiro que as bandas ganham com as vendas físicas ou de streaming não é suficiente. Mas é bem difícil entrar nesse mundo se você não tiver capital para começar a operar."

Barry Shrum, advogado na área de entretenimento pela Shrum & Associates, fala sobre o impacto do Napster na indústria da música como um todo. "Tivemos uma década perdida depois do Napster, os lucros despencaram. Eles diminuíram cerca de 50%, o que é um percentual enorme para qualquer setor. É surpreendente que a indústria da música tenha sobrevivido naquela época."

Steve Dady, engenheiro de som e proprietário da Sunset Blvd Studios, explica os benefícios das novas ferramentas na produção musical. "Acho que esta é uma das melhores épocas para fazer gravações, pois temos recursos de edição e ferramentas profissionais que nos permitem fazer coisas até então inimagináveis. Tipo, dá pra achar o som que você quiser só clicando num botão. Antes, se você quisesse obter o som invertido de um piano ou de uma caixa de bateria, precisava pegar a fita e virá-la, literalmente, e ter muito cuidado com a faixa que selecionava para gravar, porque a faixa 1 invertida virava a faixa 24, e tudo ficava ao contrário."

Listen & Follow

 

Join the Conversation: Find Solve on Twitter and LinkedIn, or follow along via RSS.

Stay on top of what's next in technology

Learn about tech trends, innovations and how technologists are working today.

Subscribe

AgTech

A tecnologia por trás da indústria: explorando o mundo da tecnologia agrícola

About the Authors

rackspace logo

Rackspace Technology Staff - Solve

The Solve team is made up of a curator team, an editorial team and various technology experts as contributors. The curator team: Eric Miller, CTO, Rackspace Technology Jeff DeVerter, Chief Technology Evangelist, Rackspace Technology The editorial team:  Gracie LePere, Program Manager Chris Schwartz, Editor & Producer  Larry Meyer, Creative Management Royce Stewart, Chief Designer  Simon Andolina, Design Tim Mann, Design Lisa Varrall, Design Abi Watson, Design Debbie Talley, Production Manager  Chris Barlow, Editor  Kamalpreet Badasha, Writer Tim Hennessey Jr., Writer Craig Grannell, Writer Karen Taylor, Writer Brooke Kaczmarek, Social Media Manager 

Read more about Rackspace Technology Staff - Solve