O que a IA e o machine learning podem fazer pela sua empresa?

Kamalpreet Badasha

person working on laptop and talking on smartphone

 

Na busca por novas maneiras de ficar na dianteira, as empresas têm recorrido ao uso de IA e machine learning. Mas o que é realista e o que é apenas badalação? E como essas tecnologias podem, de fato, beneficiar a sua empresa?

No mais recente episódio do podcast Cloudspotting, os apresentadores Alex Galbraith e Sai Iyer, ambos arquitetos de soluções da Rackspace Technology®, recebem o anfitrião do podcast AI & UMark McQuade, gerente de práticas, ciência de dados e engenharia da Rackspace Technology, para falar de IA e machine learning.

Este episódio aborda os seguintes temas:

  • Como a explosão dos dados está ajudando as empresas
  • Explorando o significado de IA e machine learning
  • Recursos de IA para uso empresarial, como previsão de cancelamentos, por exemplo
  • O uso da tecnologia de chatbot para aumentar a eficiência dos negócios
  • Conselhos sobre como começar uma carreira em IA e machine learning
  • Como a tecnologia de borda melhora o desempenho dos dispositivos inteligentes
  • Os benefícios da democratização de dados para a humanidade

Sai começa descrevendo como as empresas estão explorando as oportunidades de monetizar a partir dos dados. "Temos conversado com os clientes sobre a explosão dos dados e das análises de dados. E alguns nos perguntam como podem melhorar os produtos, expandir os aplicativos e usar a programação preditiva."

Mark explica como as empresas estão mudando a maneira de usar os dados e aproveita para definir a IA e o machine learning. "O machine learning é um subconjunto da IA, e o deep learning é um subconjunto do machine learning. São computadores fazendo previsões sem serem explicitamente programados para isso, usando dados históricos e, talvez, dados novos."

“O que a IA significa para mim em termos filosóficos? É a possibilidade de conseguir fazer algo que você sequer teria imaginado fazer 20 anos atrás."

Uma área particularmente interessante é a comunicação por voz, conforme dito por Mark: “A próxima fronteira da comunicação é a voz. Todo mundo está usando Alexa, Google Home ou algum dispositivo habilitado por voz. A voz está cada vez mais disponível, e é para esse cenário que o mundo caminha, com tudo sendo compatível com voz."

Outra área que está ganhando força é a tecnologia de borda, e Alex conta como está protegendo sua casa. "Há pouco tempo, instalei um sistema de câmeras, mas não queria que todas as imagens fossem enviadas para a nuvem nem transmitidas permanentemente. Minhas câmeras têm ML integrado para que possam reconhecer veículos e pessoas."

"O pré-processamento na borda faz com que você mantenha apenas os dados necessários. No longo prazo, isso se mostra muito mais útil e econômico."

Mark segue explicando como a Rackspace Technology usou o machine learning durante a pandemia. "Usamos as fontes de dados que estavam disponíveis gratuitamente na internet, como os dados de mobilidade, para prever internações e mortes no estado de Nova York. Nossos resultados superaram a modelagem do Instituto de Métricas e Avaliação em Saúde (IHME). Estávamos fazendo algo com intuito benéfico, algo realmente bom. Foi um processo extremamente emocionante."

Alex se aprofunda no tema de a humanidade se beneficiar da tecnologia. "A democratização dos dados é fundamental. O discernimento pode dissipar o receio das pessoas. Um exemplo muito simples: minha mãe mora no litoral oeste da Escócia e estava preocupada com o aumento na taxa local de Covid. Meu irmão acessou o site do governo escocês e mostrou a ela os dados para deixar claro que não havia com o que se preocupar.

"Para nós, como empresas ou organizações, obter insights dos dados e compartilhá-los com o mundo em geral para que as pessoas possam aproveitar essas informações é simplesmente fantástico. Penso ser algo que provavelmente veremos mais. As pessoas se tornarão cientistas de dados em casa."

 

Saiba mais