IoT Security

Do chip à nuvem: segurança ponta a ponta para sua solução de IoT

Priorize a segurança da sua solução de IoT entendendo os potenciais desafios desde o início do projeto.

Com a Internet das Coisas (IoT) abrindo novas possibilidades, as organizações estão descobrindo maneiras inovadoras de oferecer bens e serviços, mas também se deparando com novos desafios de segurança. Para que seja possível gravar, consumir, armazenar e transportar dados de forma segura, é fundamental entender quais são as implicações de segurança, especialmente na fase de desenvolvimento de um projeto de IoT.

Para conversar sobre isso, o podcast Cloud Talk recebeu Gary Alterson, vice-presidente de serviços de segurança, e Amir Kashani, vice-presidente de soluções de IoT e desenvolvimento nativo da nuvem da Rackspace Technology®. No bate-papo com o evangelista de tecnologia e anfitrião Jeff DeVerter, eles contaram como as soluções de IoT podem ser protegidas.

Este episódio aborda os seguintes temas:

- Melhores práticas para proteger aplicativos de IoT num ambiente de nuvem pública
- O papel da autenticação de dispositivos, do gerenciamento de identidade e da criptografia de comunicações
- A importância de determinar vulnerabilidades e testar caminhos de comunicação
- Considerações de segurança a serem feitas durante toda a vida de um projeto de IoT
- Como proteger hardware e software em uma iniciativa de IoT

"As organizações precisam levar em conta a segurança da IoT de duas maneiras”, disse Gary. “A primeira é garantir que os fabricantes de equipamentos e o aplicativo sigam boas práticas de segurança. A segunda é estratificar controles de segurança para proteger a tecnologia crítica com uma estratégia de defesa em profundidade. Precisa ser uma solução de segurança chip-to-cloud, pois qualquer etapa na cadeia de valor pode ser exposta."

Parte desse esquema integral de segurança envolve proteger as comunicações, conforme explicado por Amir: "Não queremos deixar a comunicação aberta para que alguém possa bisbilhotar, então é fundamental ter criptografia ponta a ponta. Isso pode ser difícil, pois os dispositivos de IoT são limitados em recursos. Os métodos tradicionais de criptografia para aplicativos ou nuvem não são aplicáveis. É necessário criatividade para proteger as comunicações. Mas a criatividade está em falta, e isso contribui para que haja tantas violações de segurança em dispositivos de IoT. Ao longo dos anos, as pessoas têm tomado atalhos, pois proteger as comunicações é desafiador."

Todo dispositivo requer protocolos de segurança — até mesmo os controles termostáticos de uma piscina residencial. "Talvez pareça uma atividade de baixo risco", comentou Amir. "Porém, se a piscina for sua, cria-se um problemão se alguém aumentar sua conta de gás ou invadir a rede da sua casa. É um pouco assustador, mas não é tão difícil de corrigir se a segurança for levada em conta desde o início."

Gary explicou como a modelagem de ameaças pode ser usada para incorporar segurança desde a concepção do projeto. "Para levar em consideração todas as formas que alguém teria de fazer algo danoso, é útil observar pela perspectiva do oponente. Pense nas maneiras possíveis de os dispositivos serem indevidamente utilizados."

Talvez sejam identificadas vulnerabilidades de segurança assim que o aplicativo de IoT for implantado. "Temos visto muitas organizações que não conseguem atualizar os dispositivos de IoT quando encontram uma vulnerabilidade", disse Gary. "As organizações que praticam corretamente a segurança conseguem atualizar o firmware do dispositivo para corrigir as vulnerabilidades. Elas têm práticas estratégicas de segurança, mas reconhecem que vão ocorrer erros."

Amir explicou porque ter acesso remoto é de extrema importância quando se identifica uma vulnerabilidade de segurança. "Pode parecer contraintuitivo, mas, se você protegeu a comunicação entre o dispositivo e a nuvem, consegue autenticar de forma confiável ambas as extremidades sem deixar entrar nenhum terceiro mal-intencionado."

A segurança não foi o único assunto da conversa. Amir também explicou como a Rackspace Technology ajudou a empresa de consultoria Century Engineering a gerenciar águas pluviais e proteger a ecologia local. Tradicionalmente, após uma tempestade, a água era lançada em lagoas para evitar inundações. Porém, para a vida selvagem, é melhor que a água seja retida até esfriar. Construiu-se então um dispositivo que monitora o nível da água da lagoa, emparelhado com as previsões meteorológicas locais. "Estamos adicionando esse nível extra de tecnologia para beneficiar o meio ambiente", disse Amir.

Sobre o tema dispositivos, Amir terminou com o seguinte conselho: "Não tenha receio de se mover de forma lenta e deliberada. A agilidade do mundo faz a gente querer se movimentar rápido. Mas, quando estiver lidando com hardware, seja deliberado, porque uma vez lançado, é difícil voltar atrás. Teste os dispositivos e verifique se está obtendo os dados e o valor esperados."

Listen & Follow

 

Join the Conversation: Find Solve on Twitter and LinkedIn, or follow along via RSS.

Stay on top of what's next in technology

Learn about tech trends, innovations and how technologists are working today.

Subscribe

Retailers Need an Edge

Acelere suas iniciativas de IoT e borda

About the Authors

rackspace logo

Rackspace Technology Staff - Solve

The Solve team is made up of a curator team, an editorial team and various technology experts as contributors. The curator team: Eric Miller, CTO, Rackspace Technology Jeff DeVerter, Chief Technology Evangelist, Rackspace Technology The editorial team:  Gracie LePere, Program Manager Chris Schwartz, Editor & Producer  Larry Meyer, Creative Management Royce Stewart, Chief Designer  Simon Andolina, Design Tim Mann, Design Lisa Varrall, Design Abi Watson, Design Debbie Talley, Production Manager  Chris Barlow, Editor  Kamalpreet Badasha, Writer Tim Hennessey Jr., Writer Craig Grannell, Writer Karen Taylor, Writer Brooke Kaczmarek, Social Media Manager 

Read more about Rackspace Technology Staff - Solve