Três passos para o lançamento da sua estratégia de nuvem

By Wilfred Wah -

icon of person running up stairs toward cloud strategy icon

 

Seja de propósito ou por padrão, a maioria das empresas hoje depende de múltiplas nuvens. Elas estão se estendendo para além dos ambientes de centrais de dados locais e adotando nuvens privadas, nuvens públicas em hiperescala, aplicativos SaaS baseados na nuvem e até mesmo ambientes de colocalização. O resultado final é um ambiente multinuvem único.

O ideal é que a sua multinuvem seja projetada de forma personalizada para atender às necessidades específicas da sua empresa. Mas sem uma estratégia multinuvem, o mais provável é que seja uma mistura de tecnologias que podem rapidamente sair do seu controle, levando a gastos excessivos e vulnerabilidades de segurança.

Não importa onde você se encontra em sua jornada da multinuvem, não é tarde demais para assumir uma abordagem estratégica. Se for feita de forma correta, você ainda pode colher todos os benefícios da multinuvem. Você pode ser uma entre 75% das organizações de médio e grande porte que devem adotar uma estratégia de multinuvem até 2021.

Então, por onde você deve começar? Recomendamos três etapas:

 

Etapa 1: estabeleça suas metas

Ao desenvolver a sua estratégia de multinuvem, é importante focar no problema final que a sua empresa precisa resolver. Você pode precisar oferecer uma experiência superior para o cliente, ou acelerar a entrega de produtos e serviços, ou manter os preços baixos. Qualquer que seja a sua meta de resultado comercial, mantenha-a como o centro de todo o processo.

 

Etapa 2: conheça seu estado atual

Em seguida, é hora de avaliar detalhadamente o seu ambiente atual. Todos os aspectos, desde seus recursos internos, processos, tecnologia e conjuntos de ferramentas, até sua própria cultura – tudo deve ser examinado. Você também deve observar as interdependências entre os aplicativos, seu custo de propriedade atual e projetado e as oportunidades de modernização do sistema e melhoria da arquitetura.

(Isso pode parecer desanimador, e pode ser mesmo. Mas temos especialistas que podem ajudar você a avaliar integralmente o seu ambiente atual.)

 

Etapa 3: encontre o lugar certo para cada carga de trabalho

Agora que você sabe onde está e onde quer chegar, é hora de começar a esboçar caminhos possíveis para chegar lá. E isso significa olhar para cada carga de trabalho e identificar onde ela deve estar – se ela deve ficar na sua central de dados local, ser substituída por uma solução SaaS, ser movida para uma nuvem pública ou privada ou ser totalmente descontinuada.

A melhor forma de fazer isso é usando um Processo de Gestão de Decisão de Nuvem (Cloud Decision Management Process - CDMP), que envolve o uso de uma abordagem de árvore de decisão (sim/não) para fazer a correspondência entre cada carga de trabalho e a plataforma mais adequada. Nós resumimos o processo de CDMP para você no blog técnico da Rackspace Technology, onde discutimos filtragem de carga de trabalho, perguntas de filtragem e critérios de avaliação de plataforma, bem como as principais dependências e melhores práticas.  

 

Dê o próximo passo em direção ao sucesso da multinuvem

Tem interesse em ir mais fundo na estratégia multinuvem? Confira a nossa Apostila de estratégia de nuvem 2020, que detalha os cinco elementos críticos para a sua estratégia de nuvem e fornece acesso a modelos e exemplos que podem orientar você em sua jornada.

 

Comece a planejar sua estratégia de multinuvem.Baixar a apostila