Por que a conectividade da rede é fundamental para executar com êxito sua multinuvem moderna

Michael Levy

keys in door lock

 

Atualmente, a maioria das empresas usa múltiplas nuvens, em uma variedade de tipos (SaaS, PaaS e IaaS, públicas e privadas), e também a infraestrutura legada de suas próprias instalações. Mas poucas delas chegaram a essa situação de modo planejado. Elas não estabeleceram ter essa mistura; foram as necessidades do negócio que determinaram isso.

Apesar dos esforços dos hiperescaladores para ajudar tais empresas a saírem desse atoleiro e levá-las para suas plataformas, a maioria das empresas não quer pôr todos os ovos numa única cestinha. Ou então já determinaram que certos aplicativos precisam tomar uma direção na nuvem, enquanto outros tomam outra.

Por isso, a multinuvem híbrida provavelmente é o futuro em curso para as empresas de hoje, assim como a necessidade de otimizar tudo. E é aí que a conectividade de rede entra em jogo.

 

O estado atual das redes privadas empresariais

A rede privada empresarial é, de longa data, a espinha dorsal de muitas grandes empresas. Há mais de 40 anos, ela fornece a cola que une as operações globais distribuídas das organizações — evoluindo à medida que novas tecnologias chegam ao mercado.

Nos anos 2000, quando o foco mudou para a virtualização e a nuvem, as redes privadas aparentemente perderam sua importância. Mas, por baixo de tudo, tais redes nunca saíram de cena. Um monte de empresas ainda depende dos onerosos "circuitos" MPLS (Multiprotocol Label Switching) dos provedores de serviços locais e internacionais para unir suas principais operações. Elas podem, por exemplo, usar uma VPN na Internet convencional para conectar escritórios remotos menores.

Porém, esses arranjos podem inibir a agilidade da empresa. Eles envolvem lidar com vários fornecedores e operadoras de telecom — algumas para provisionar a última milha até o escritório remoto, e outros para ligar a sede corporativa às sedes regionais em outras partes do mundo. Também envolvem gerenciar diversos contratos diferentes, cada um com seus próprios custos variáveis e SLAs, e ainda uma variedade de tecnologias distintas, cada uma com seu próprio conjunto de ferramentas, a fim de proporcionar o desempenho integral desejado.

 

Uma maneira melhor

Com os serviços de conexão cruzada na nuvem de provedores como Equinix ou Megaport e os serviços de última milha da Unitas Global, você pode simplificar as complexidades na sua conexão de rede.

Em decorrência do modelo de trocas de tráfego, os provedores desses tipos de serviço contam com instalações interconectadas no mundo todo. E eles revendem a capacidade arbitrada em seus backbones na forma de circuitos privados virtuais.

Então, por meio do RackConnect Global, você pode obter uma rede privada com autoatendimento de apontar e clicar que conecte suas unidades e, mais importante ainda, os provedores de nuvem em hiperescala. Isso lhe proporciona a conectividade entre nuvens para unificar todo o seu ambiente híbrido. 

Como resultado, você pode:

  • Reduzir o número de fornecedores de redes de longa distância com os quais você tem que negociar
  • Reduzir seus requisitos de recursos para gerenciar todas as diferentes conexões
  • Obter a flexibilidade das configurações tipo apontar e clicar
  • Reduzir os custos de conexão com os hiperescaladores, com custos arbitrados combinados em toda a rede
  • Eliminar a dependência da Internet para ter conectividade, aumentando assim a segurança e a disponibilidade

Descubra como o RackConnect Global torna possível conectar com segurança suas unidades e nuvens. 

 

Unifique seus ambientes multinuvem